80 anos de Elias Marujo

Recebi e-mail do pesquisador Alberto Gonçalves com uma lembrança que não pode passar em branco neste blog: os 80 anos do compositor Elias Marujo.

Nascido em 20 de julho de 1932, no bairro de Brotas, na cidade de Salvador (BA), Elias Costa Azevedo se consagrou no samba de Florianópolis. Com composições nas mais variadas vertentes do samba, Elias teve passagens pela Coloninha, Protegidos e Consulado.

Integrou as fileiras da escola do Estreito durante anos, sendo autor, por exemplo, do samba do campeonato de 1986, Apostando e jogando no samba. Na Consulado, foi um dos autores do samba de 1992, Vôo noturno, que deu à escola o seu segundo título. Dava nome à antiga Ala de Compositores da agremiação e é lembrado como um dos grandes nomes eternamente identificados com a vermelho-e-branco do Caeira.

No início de 2008, lançou o CD Uma rosa no meu jardim (foto), no qual ficou registrada a pluralidade de suas composições, interpretadas por grandes nomes da música catarinense. Você pode conferir no fim deste post a canção que dá nome ao álbum, na voz de Maria Helena.

Com particular emoção por escrever sobre este grande mestre, com quem não tive a felicidade de compor, porém muito me ensinou a lidar com as peculiaridades do mundo do samba, trago esta simples lembrança como forma de aplauso em nome do Blog Na Avenida.

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *