Audiência Pública sobre carnaval na Assembleia Legislativa de Santa Catarina

Foto: Fábio Queiroz - ALESC
Foto: Fábio Queiroz – ALESC

Realizou-se no dia 17 de outubro de 2017, a Audiência Pública  “Carnaval x Financiamento público. Alternativas para a independência financeira das escolas de samba de Santa Catarina”, convocada pelo Deputado Estadual Nilso Berlanda (PR).

O encontro aconteceu no plenarinho da assembleia legislativa com a presença de diversos representantes das entidades carnavalescas estaduais, com uma presença fortalecida pelos representantes das escolas de samba da grande Florianópolis.

Veja no vídeo abaixo a abertura da audiência realizada pelo Deputado Berlanda, e as palavras proferidas pelo Secretário Adjunto de Cultura do estado de Santa Catarina, Francisco dos Anjos.

Veja no vídeo abaixo, o discurso de Fábio Botelho – Presidente da Liga das Escolas de Samba de Florianópolis – LIESF.

Veja o vídeo do Presidente da escola de Samba Consulado – Márcio Machado – em defesa das escolas e dos presidentes.

Veja no vídeo as palavras da professora Adriana Rosa, representante da Oficina Criativa do Carnaval, ponderando uma realidade que busca a qualificação e o respeito por entidades governamentais e educacionais para a cultura carnavalesca.

Veja no vídeo as palavras do Professor Padilha, que em seu discurso coerente e repleto de emoção, nos transportou para uma realidade dura do preconceito e do racismo contra as religiões de matrizes africanas, a cultura negra, e os preconceitos com o povo do samba.

Para finalizar a audiência, Dona Valdionira da escola de samba Dascuia, fechou com chave de ouro através de seus ensinamentos e experiências – que segundo ela – mais de 60 anos só de carnaval. Ao final, foi aplaudida por todos os presentes de pé.

Vídeos: TVAL

Foto: Fábio Queiroz – Agência AL

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

3 comments

  1. Parabéns Navenida por mais esta iniciativa e inovacao, através de seu Blog, em divulgar o setor do carnaval. É um papel muito importante que fazem agora, em registrar e difundir os recentes debates e discussões para a construção de políticas públicas para a cultura popular, e para o carnaval de Santa Catarina.

  2. De fato, parece haver em torno do carnaval de Florianópolis um campo fértil para discussões e pesquisas. Ainda que o processo decisório seja um tema tradicional no campo administrativo, consideram-se necessários estudos que abordem as práticas dos gestores públicos e das agremiações envolvidas no processo de construção e implantação de políticas públicas e privadas que possam fortalecer e fomentar não somente a independência do carnaval das Escolas de Samba mais a sua sobrevivência.
    Muita discussão e pouca ação, esse são os males que limitam o nosso carnaval de Escolas de Samba. E assim, em casa de pouco pão muitos brigam e ninguém tem razão.
    Este filme eu já vi…

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *