Confira a entrevista com Aidê Nascimento de Carvalho, candidata a presidenta da Consulado

Dando sequência às entrevistas com os candidatos à presidência da vermelho-e-branco do Caeira, é a vez de Aidê Nascimento de Carvalho contar um pouco de sua trajetória, ideias e propostas. Aidê lidera a chapa Fidelidade ao Pavilhão, tendo como vice Marcos Paulo Telles, o Marquinhos.

Na Avenida – Conte aos nossos leitores um pouco da sua trajetória no mundo do samba e especificamente na  Consulado. Qual é sua principal motivação para ser presidente?
Aidê Nascimento de Carvalho –  Sou natural de São Luis, no Estado do Maranhão e fui para o Rio de Janeiro  onde conheci e vivenciei o mundo do samba de perto. Quando me mudei para Florianópolis em 1977 conheci o Bloco Consulado do Samba e desde então acompanhei toda a sua trajetória, até a fundação da Escola em 1986. Sinto um orgulho muito grande em ser Velha Guarda e de 2007 até 2010 esse orgulho aumentou, pois fui escolhida para ser Vice Presidente da Ala. Em 2009 fui convidada a coordenar a área administrativa da Escola no Estúdio Consulado do Samba, o que me deu oportunidade de um grande aprendizado. Essa experiência me deu segurança para aceitar o desafio de ser vice-presidente com o Salomão de 2010 a 2013 e conhecer, tanto internamente, nos segmentos da Escola, o processo de carnavalização e toda gestão administrativa e financeira da agremiação, que é muito particular, como externamente representando minha Escola nos órgãos públicos e perante outras agremiações. Quero ser Presidente para implantar um modelo de gestão participativa, com o objetivo de fortalecer a Comunidade Consulense, estreitar o relacionamento com as demais agremiações, para que juntos possamos buscar o engrandecimento do Carnaval do Consulado e da nossa cidade.

 Na Avenida – As escolas de samba de Florianópolis não desfilaram em 2013. Como o(a) senhor(a) avalia o atual modelo de gestão do carnaval de Florianópolis e, caso vença a eleição, como pretende que a Consulado atue junto à LIESF, Setur e demais órgãos competentes?
Aidê Nascimento de Carvalho  –  O cancelamento do Carnaval 2013, veio como um alerta para todos nós: Repensar o Carnaval de Passarela. E é o que está sendo feito.  A SETUR criou a COPERCA com representação de todos os segmentos do Carnaval e juntamente com a LIESF está sendo discutido o Carnaval 2014. Consulado continuará atuando junto à LIESF , SETUR  e demais órgãos, sempre em prol do engrandecimento do samba e do Carnaval.

Na Avenida – Na sua opinião, quais foram os principais erros e acertos cometidos pelo presidente Salomão Lobo de Souza Filho durante seus anos no comando da escola?
Aidê Nascimento de Carvalho – Falar em erros e acertos é muito confortável, para quem não está vivenciando os problemas.  Acredito que ele mesmo gostaria de fazer uma retrospectiva de seus dez anos de mandato.

Na Avenida – O G.R.E.S. Consulado não alcançou boas colocações nos últimos carnavais, mantendo-se no 5º lugar desde 2010. Na sua visão, quais são as principais causas destes resultados e as mudanças necessárias para um melhor desempenho na apuração?
Aidê Nascimento de Carvalho  –  Na minha visão minha Escola foi campeã consecutivamente em 2005, 2006, 2007, 2008 (1 décimo em harmonia não lhe tirou nenhum brilho), 2009 foi campeã de novo, fazendo um belíssimo pré-carnaval, com seu enredo transformado em peça teatral,  lotando o CIC,  e consequentemente fazendo um magnífico desfile na Passarela Nego Quirido.  Dez meses depois o Conselho Deliberativo da LIESF, reuniu-se e desclassificou-a. Em 2010 a Comissão Julgadora a colocou em quinto lugar. Não se desaprende em um ano. Nos anos seguintes a Escola perdeu popularidade e em 2012 perdemos o direito de realizar ensaios na quadra, em pleno pré-carnaval. Para que a Escola volte a brilhar o Consulado deverá inovar como historicamente sempre fez e encantou os foliões da cidade e isto faremos já no Carnaval de 2014.

Na Avenida – O(a) senhor(a) já iniciou algum tipo de diálogo com profissionais para serem contratados (ou renovados) em seu possível mandato? Pode adiantar quem pretende trazer e quais funções devem ser mantidas?
Aidê Nascimento de Carvalho –  É de praxe iniciar-se os preparativos para o Carnaval nove meses antes da data oficial do desfile na Passarela Nego Quirido, com o lançamento do enredo. Para o Carnaval 2013, embora passássemos por um processo eleitoral na cidade, não imaginávamos que fosse acontecer diferente. O então Prefeito, autorizou a SETUR, através de ofício, no mês de outubro 2012, a assinatura do Convênio no valor de quatrocentos e quarenta mil reais, valor igual repassado para o Carnaval 2012. A partir daí, minha Escola, como todas as outras também, começaram a preparar seu Carnaval. Contratou-se carnavalescos, coordenadores de galpões de alegorias, adereços e fantasias, organizou-se os espaços para desenvolver os trabalhos e comprou-se material. Com o cancelamento do Carnaval de passarela em 2013, a LIESF transferiu oficialmente através de portaria os Enredos de todas as Escolas do Grupo Especial para o Carnaval 2014. É necessário que se tenha respeito aos profissionais dessas áreas, os trabalhos foram iniciados por esses profissionais e é de direito que eles continuem nas suas funções.

Na Avenida – O enredo e o samba-enredo que desfilariam em 2013 serão mantidos para 2014?
Aidê Nascimento de Carvalho –  Conforme respondido  anteriormente, na pergunta 3) foi assinada uma Portaria pela LIESF, com a concordância de todas as afiliadas que os Enredos ficam transferidos para 2014, até porque já geraram despesas, também.

Na Avenida – Quais serão seus critérios para a nomeação da futura Diretoria?
Aidê Nascimento de Carvalho –uma Escola de Samba precisa de profissionais na  produção de carros alegóricos, fantasias e adereços. São todos remunerados, de acordo com o mercado de trabalho, mas no que se refere à diretoria, na minha visão, precisa de voluntários, pessoas que amem, se dediquem, sejam fiéis à Escola. Pessoas que sejam  capacitadas na sua área, mas que também coloquem acima de tudo o pavilhão da Escola. Por isto que escolhemos o nome de nossa Chapa de “Fidelidade ao Pavilhão”, pois fazem parte desta chapa pessoas que nunca deixaram ou deixarão a escola, seja qual for o motivo, sempre estarão presentes e atuantes. Já definimos nossa futura Diretoria Executiva. Ela será composta por:
Presidente – Aidê Nascimento de Carvalho
Vice – Presidente – Marcos Paulo Telles
Diretor Administrativo / Financeiro – Eduardo Fernandes Fonseca Filho
Diretora Cultural – Giselle de Carvalho Quadros Reis
Diretor de Carnaval – Marcio Pires Machado

Na Avenida – O presidente de uma escola de samba é o gestor máximo que deve equilibrar e garantir o bom andamento de trabalhos muito diversos: confecção de fantasias, barracão de alegorias, ensaios, bateria, comissão de frente, intérpretes, entre outros. Em seu mandato, como pretende estabelecer canais de comunicação com os componentes dos diversos setores da escola?
Aidê Nascimento de Carvalho –  Através das coordenações dos diversos segmentos e da realização de reuniões setorizadas.  Quando se tem pessoas com comprometimento e fidelidade tudo fica mais fácil.

Na Avenida – Durante vários anos, a Consulado se notabilizou pela realização de grandes ensaios e shows na quadra do Caeira, reunindo milhares de pessoas nos meses que antecedem o carnaval. Hoje, a escola não pode mais realizar ensaios na quadra que ajudou a erguer. Como reverter ou encontrar alternativas para esta situação?
Aidê Nascimento de Carvalho – Bom, já está, em andamento no MP solicitação para que possamos realizar eventos culturais na Quadra, como confraternizações da Escola, das  entidades do Bairro do Caeira e Saco dos Limões, assim como ensaios da Bateria Mirim, já que faz parte do Projeto Caeira 21.   Estão sendo mantidos contatos com a UFSC para viabilizar um projeto de Isolamento Acústico, contato com empresas do ramo para o levantamento de custos para execução do projeto e também com a PMF para ajuda na busca de recursos para execução do projeto. Este é um dos Compromissos de nossa Gestão. Reabertura da quadra.

Na Avenida – A escolha do samba para o carnaval de 2008 foi cercada por polêmicas que levaram à dispersão da Ala de Compositores, inclusive de membros tradicionais. Os sambas de 2009 e 2010 foram envolvidos em supostos plágios. No concurso para 2013, os sambas recebidos foram considerados de baixa qualidade e devolvidos pela Diretoria. Caso eleito(a), como pretende tratar esse “calcanhar de Aquiles”? Qual formato considera mais adequado para o concurso?
Aidê Nascimento de Carvalho –  Na campanha de 2010, foi colocado nos principais pontos da gestão, o retorno do concurso do samba-enredo. Na ocasião eu já visualizava a festa na Quadra com balões vermelhos e brancos, etc. Em 2011, fizemos o concurso e já conseguimos desafetos, pois todos acham que o seu samba é o melhor, mas transcorreu com tranquilidade. Em 2012 uma das parcerias achou que seria campeã de novo, o que não aconteceu. O corpo de jurados do concurso foi massacrado por eles. A Diretoria foi cobrada, pois tinha poder de manipular o resultado e como não o fez virou inimiga também. Acredito que o concurso deve ser aberto e o samba-enredo escolhido por uma comissão, mas, teremos uma nova Diretoria que deverá ser ouvida suas decisões respeitas.

Na Avenida – Além dos compositores, componentes de diversos segmentos se afastaram da escola nos últimos anos. Você pretende iniciar algum tipo de diálogo para o retorno dessas pessoas?
Aidê Nascimento de Carvalho –  Acho que isso é um processo natural, vai depender delas. Nunca houve proibição de participação, mas talvez algumas dessas pessoas coloquem suas vaidades pessoais, seus egos e interesses financeiros acima do Pavilhão. Neste momento, temos que juntar forças sim e juntos levarmos nossa Escola de volta ao lugar que ela merece estar.  Nunca desisti dessa luta e também não vejo minha Escola, como algumas pessoas falam. O Consulado têm luz própria, nunca deixará de brilhar!

Na Avenida – O(a) senhor(a) considera justa a perda do título de 2009, por decisão do colegiado da LIESF após acusação de plágio no samba-enredo? Aliás, o(a) senhor(a) considera que houve plágio ou apenas uma “coincidência”, conforme defendido pelos compositores na época? Se houve plágio, quem são os responsáveis e como tratar esta questão no futuro?
Aidê Nascimento de Carvalho –  O refrão foi cedido por seus  compositores. Temos em nosso arquivo, todas as declarações deles. O samba que continha o refrão de exaltação não foi para a avenida em SP e também não interferia no desenvolvimento do nosso Enredo.  O processo continua na justiça. Ela decidirá.

Na Avenida – Pedimos que deixe uma mensagem final para os eleitores do G.R.E.S. Consulado e para a comunidade do samba, aproveitando para uma última pergunta: qual será o diferencial da Consulado em sua gestão?
Aidê Nascimento de Carvalho  –  Associado, quero pedir o seu voto e dizer que o Consulado somos todos nós.  Quero pedir apoio aos Consulenses que não são associados e, portanto não votam, mas que estão sempre juntos na alegria e na tristeza. Quero pedir o apoio das Co-irmãs e de todos os sambistas de nossa cidade e dizer que juntos conseguiremos o fortalecimento e o engrandecimento do nosso Carnaval.  É prioridade em nossa Diretoria que a comunidade seja mais forte e participativa, isto quer dizer estar junto ao Projeto Caeira 21, ter uma Diretoria da Comunidade para fortalecimento do elo GRES Consulado x Comunidade x  GRES Consulado, e um sonho que é em paralelo ao Projeto Caeira 21, formar profissionais na comunidade para as atividades do carnaval como costura, adereços e alegorias, além das oficinas de mestres salas e portas bandeiras, passistas, ritmistas, etc, pensando no Consulado do futuro. Conhecer nossa comunidade e fazer com que eles nos conheçam. Para isso em nossa gestão teremos a Diretoria Comunitária. Um Diretor da comunidade que reative a ala da comunidade e seja o porta voz junto à Diretoria do GRESC. Precisamos de pessoas que coloquem os objetivos do GRES Consulado acima dos seus objetivos pessoais, de pessoas que não abandonem o barco nas primeiras dificuldades, de pessoas que sejam fiéis aos objetivos do GRES Consulado. Precisamos de FIDELIDADE AO NOSSO PAVILHÃO. Essas pessoas sempre serão bem vindas.

Leia também: Entrevista com Valcione Furtado, candidato a presidente da Consulado

Na Avenida agradece à candidata pela participação, que sem dúvidas engrandece o debate e fortalece o processo democrático no mundo do samba de Florianópolis. Toda nossa equipe está feliz pela aceitação do convite por ambos os candidatos, como ocorreu na Coloninha, permitindo uma exposição pública de ideias inédita em nosso carnaval. Esperamos que este trabalho possa se repetir e se multiplicar, pois o debate é sempre saudável e muitas vezes faz falta para as escolas de samba. Sucesso à comunidade do G.R.E.S. Consulado!

Ao final da entrevista, a candidata Aidê Nascimento de Carvalho disponibilizou o resumo dos compromissos assumidos e colocados como objetivos de sua gestão caso eleita, que reproduzimos abaixo.

Compromisso 1 – Consulado na Comunidade

q  Ter uma comunidade Forte e Participativa (Caeira e Saco dos Limões)

  • Estar junto do Projeto Caeira 21
  • Reativar a Ala da Comunidade
  • Formar profissionais na comunidade para atividades do carnaval nas áreas de Costura, Adereços e Alegorias.
  • Conhecer nossa comunidade e fazer com que eles nos conheçam.
  • Criar o a Figura do Diretor Comunitário, um elo entre o Consulado e as Comunidades do Caeira e do Saco dos Limões.

 

Compromisso 2 – Reabertura da Quadra

Teremos duas etapas a serem realizadas

q  Reabertura da Quadra para eventos culturais do GRES Consulado e demais entidades do Bairro do Caeira e Saco dos Limões e Ensaios da Bateria Mirim.

  •  Finalizar da proposta já realizada a AMOCA para que as duas entidades juntas solicitem a liberação ao Ministério Público e Prefeitura Municipal.

q  Liberação da Quadra para Ensaios e Shows Nacionais no Pré Carnaval

  • Realização de Contato com a UFSC para viabilizar um Projeto de Isolamento Acústico para Quadra.
  • Contato com empresas do ramo para o levantamento de custos para execução projeto.
  • Contato junto á Prefeitura Municipal de Florianópolis para ajuda na busca de recursos para execução do projeto.

 

Compromisso 3 – Escola Mirim

q  Projeto já existe e esta pronto para captação de recursos. Faremos alguns ajustes necessários.

q  Projeto relacionado á segmentos que tem relação com a Escola de Samba

  • Mestre Sala & Porta Bandeira, Passistas, Bateria, Harmonia, Compositores, Voz e Cordas,

 

Compromisso 4 – Velha Guarda

q   Ampliar e apoiar a Autonomia da Velha Guarda, sem perder o vinculo com a Escola de Samba.

  •  Incentivar o Grupo Musical
  •  Gestão Participativa com a DE
  •  Ajudar na busca de recursos para a Ala com a finalidade de custear as atividades da mesma em cada ano letivo com orçamento previamente definido.
  • Criar o conceito de continuidade pós atividades assumidas com o Pavilhão, para que todos nós tenhamos o orgulho e o objetivo de estar apto a ser um integrante deste importante segmento.

 

Compromisso 5 – Carnaval 2014

q   Fazer o melhor carnaval da história do Consulado. Uma nova cara na avenida.

q   Carnaval  de 2013 foi transferido oficialmente pela LIESF.

q   Temos boa parte do material a ser utilizado no carnaval 2014 comprado e parte dos serviços de ala executados.

q   Contratação de serviços e Samba Enredo definido.

q   Manutenção da equipe de serviços contratada para 2013 no carnaval de 2014.

q   Aprimorar o conhecimento técnico dos segmentos já para o carnaval 2014, através de oficinas e Workshop.

q   Estratégia de planejamento, execução já definida.

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

30 comments

  1. O que falar dessa guerreira que é minha mãe não é brincadeira, sempre colocou o pavilhão da Escola que ela tanto ama acima de tudo. O dia a dia da Escola de Samba é bem difícil, o orçamento é curto e as despesas são muitas, fora as questões de ordem pessoal que são as mais desgatantes e decepcionantes. Mas ela nunca desistiu nos momentos difíceis, com o passar do tempo ela se tornou mais forte e conhecedora de toda a Escola. As divergências de opiniões existem e sempre irão existir e poderão engrandecer a Escola, desde que haja comprometimento das pessoas e que estas coloquem os interesses da Escola em primeiro lugar.
    Ela é pura emoção, assim como eu, e ao mesmo tempo é justa, isso eu posso garantir. A Chapa Fidelidade ao Pavilhão não incita ódio, vingança ou qualquer tipo de retaliação a ninguém, pois respeitamos a história de cada pessoa que passou na Escola e da mesma forma gostaríamos que a nossa história fosse respeitada.
    Que essa seja uma eleição tranquila e que vença aquele que realmente esteja comprometido.
    Mãe, estamos ao teu lado nessa empreitada aconteça o que acontecer e continue sendo essa pessoa maravilhosa um exemplo para todos nós! Te amo

    1. olá aidê aqui é jeisson dias,lhe desejo tudo de bom!!! muita s felicidades sáude paz e sucesso!!! jamais vou esquecer que quando precisei vc me estendeu a mão!!!! hoje estou aqui como amigo lhe desejando boa sorte e estou a disposição no que vc precisar!!serei eternamente grato!!! deus lhe abençoe e conte comigo no que precisar!!! jeisson dias.

  2. Lendo a entrevista, me chamou a atenção algo que realmente me revolta, tanto nas propostas, quanto nas respostas.
    Consulado está no Caeira mais de 20 anos, e as propostas:
    ” Ter uma comunidade Forte e Participativa (Caeira e Saco dos Limões)”
    “Conhecer nossa comunidade e fazer com que eles nos conheçam.
    Sra. Aide, tanto o Caeira quanto o Saco dos Limoes, já são bairros fortes e participativos, quem está distante disso é a Escola de Samba.
    Se a Escola de Samba em 20 anos, nao conheceu estas comunidades, o que a Sra. Espera fazer em 3?
    Faltou uma pergunta Crucial que já iria satisfazer estas perguntas.
    “Como a Sra. espera recuperar, o que perdeu, na sua gestão como vice-presidente, sendo que foi no dia 30/10/2010, que o Estatuto foi alterado, e retiraram a Diretoria Comunitária? A Sra. fez parte dessa alteração e agora vem prometer algo que atraves de sua gestão foi retirado?
    Os valores e as promessas só interessam realmente em época de eleição, essas propostas são um verdadeiro assinte.

    Nota do blog: o espaço de comentários está aberto, caso a candidata e/ou seus apoiadores queiram responder a este questionamento.

  3. Promessas e discursos bem redigidos não são garantia que algo será efetivamente feito. A história recente do carnaval de Florianópolis já se encarregou de mostrar a capacidade de cada um.
    Na verdade a questão não é o que será feito, mas sim por quem será feito. A diretoria atual criou uma antipatia tão grande com os sócios, comunidade, poder público e LIESF, através de seus tropeços e egos exaltados, que não tem mais credibilidade para reerguer qualquer coisa, quem dirá o orgulho de uma escola de samba.

    Felizmente a comunidade já sabe o que precisa ser feito, como diz um velho ditado: “Insanidade é repetir as mesmas ações e esperar resultados diferentes”.
    Sucesso à nossa escola!

    1. Promessas e discursos bem redigidos não são garantia que algo será efetivamente PARA OS DOIS LADOS, certo? Isso que teve candidato fugindo de muita pergunta com resposta como “Vamos definir depois da eleição”, “esse assunto será discutido com a diretoria”, “só vou me pronunciar após definição da justiça”, etc. A história já se encarregou por mostrar a capacidade de cada um? Não sei, não vi nenhum dos dois como presidente e nos seus cargos (vice e harmonia) acho uma avaliação bem complicada de se afirmar. Vamos aguardar os acontecimentos!

      1. “não vi nenhum dos dois como presidente e nos seus cargos (vice e harmonia) acho uma avaliação bem complicada de se afirmar.” Me desculpe João Vitor, eu havia me esquecido que o presidente é o Salomão, é que ele andou meio sumido nesses últimos anos enquanto a Aide fazia o papel dele, mas vice é pra essas coisas né…

        Convido você a perguntar para as pessoas que fizeram parte das vitórias da escola e hoje estão afastadas descontentes qual a condição para voltarem e a resposta será uma: “Que saiam as pessoas da atual diretoria executiva”. Assim é com a comunidade que vem perdendo seu espaço anos após ano. Lembrando que com o apoio da comunidade a quadra nunca teria sido interditada.
        A escola vive da comunidade e para a comunidade. Era triste ver pais de batuqueiros da comunidade tendo que pagar para verem seus filhos tocando. Era triste ver a comunidade humilde cantando o samba do lado de fora enquanto a turistada pagava pelos camarotes. É triste ano após ano vermos consulenses com décadas de história tendo que se refugiar em outras agremiações.

        Nas últimas eleições “aguardei os acontecimentos” e não gostei do resultado, dessa vez é preciso reagir!

  4. Engraçado que tanto aqui quanto no face quem apoia são os membros da atual diretoria, seus subordinados e familiares, será mesmo amor ao pavilhão ou o medo de perder o vosso pão de cada dia?

    1. Qual pão vc se refere senhor Augusto? Por acaso acha que a minha mae rouba dinheiro da escola para colocar na casa dela? É incrivel como as pessoas acham que tudo que se envolve eleicao tem roubo de dinheiro, minha mae mora num quarto e sala meu senhor, tem tres filhas, que estao seguindo suas vidas graças a boa educaçao que essa senhora que eu tanto me orgulho deu… Nao ouve roubo algum o unico roubo que existe é de sussego… Pq ela foi contra todos para lutar por uma paixao (que desde de o inicio fui contra, por conta da idade que ela tem)… eu quero ver a outra chapa fazer o que ela fez para colocar escola na avenida, visto que por ego abandoram, puxaram tapete, viraram as costas, debocharam das colocaçoes da escola nos ultimos carnavais… Isso é amor meu caro? Me explique?

      1. Carla, em nenhum momento acusei a Aide ou sua família de roubo ou coisa parecida, se pareceu peço desculpas.
        Eu me referia ao fato de que nem sempre apoiamos determinado candidato de coração, mas por dinheiro. Deixe-me exemplificar com uma situação hipotética: Você trabalha no gabinete do vereador X, embora não compartilhe das mesmas idéias do partido dele. Chegam as eleições e você quer manter seu emprego, portanto você faz campanha e tenta convencer seus amigos de que o vereador X é o cara. Ideologicamente você e o vereador X pensam diferente, mas trabalham juntos pelo dinheiro.
        Baseado nessa pequena historinha que convidei os leitores do blog a refletir, afinal, se uma pessoa é remunerada pelo seu trabalho isso não significa que o faça por amor.
        Agora o que eu acho engraçado é que cargos remunerados da escola sejam ocupados por familiares, e não me faça rir dizendo que o que os diretores e outros recebem é “mera” ajuda de custo. Com uma ajudinha dessas eu largava meu emprego.
        Pensando bem eu fui meio infeliz no meu exemplo do vereador X, já que na política o nepotismo é proibido.

        Aproveitando o final do seu comentário, eu quero ver a outra chapa NÃO fazer o que a Aidê fez, espero que a gestão do Valcione esteja longe da arrogância e da prepotência e da falta de diálogo que foi marcada a atual gestão. Se as pessoas abandonaram a escola por ego, foi pelo ego exaltado e antipático do nosso digníssimo presidente e cia.
        Já que consulense que é consulense nunca se afasta da escola, caso sejamos agraciados com a vitória do Valcione eu gostaria muito de ver vocês participando ativamente da escola no próximo carnaval, pode ser na harmonia, nos barracões, na bateria, mas sem aquela “ajudinha” de custo tá?

  5. Muito boa tarde;
    Sou compositor e ex-intérprete da Consulado e participei ativamente de todos os processos envolvendo os concursos de sambas de enredo da agremiação…A senhora candidata não respondeu a pergunta de forma clara, pois deveria ter atentado para a questão do samba da Célia Regina, personagem fictício que maculou a história da nossa agremiação. Neste ano, 2008, foi o ano da derrocada da escola, tendo toda a sua ala de compositores pedindo o afastamento da escola. Queriam fidelidade? Como cobrar fidelidade se o samba desta suposta compositora carioca já havia caído na primeira eliminatória? E na terceira também? Daí chega este sambinha bem meia boca na final e olha só!!! que surpresa, houve um empate!! Poxa que coisa! fechou o pau dentro da quadra, era óbvio que isto ia acontecer…Mas a arrogância do seu atual presidente falou mais alto e bateu no peito dizendo que ia ser feita uma junção com os dois sambas…hauhauhauuaha…piada. Outro fato que a senhora não explicou muito claramente e gostaríamos de uma discussão mais apurada foi o fato de neste mesmo samba da compositora fantasma (digo isto pois até hoje nunca ninguém viu esta senhora em qualquer meio carnavalesco do Brasil) o seu atual candidato a vice presidente, o Sr. Marcos Paulo Telles foi quem inscreveu este samba. Na época não era um concurso aberto totalmente, era necessário que quem quisesse participar fosse indicado por alguém da própria ala de compositores ou um membro da direção…E justamente o Sr. Marcos Telles inscreveu o sambasso campeão…hauhauahuuha…mais uma piada…Outro fato que a senhora citou na sua entrevista foi a questão envolvendo a minha parceria. Nunca achamos que íamos ganhar e deixamos isto bem claro na carta em que lhe enviamos (tenho guardada comigo aqui com o recebimento pela secretaria, posso repassar a quem quiser). O fato é que os jurados eram em sua maioria incompetentes para julgar um samba, ou a senhora acha prudente um jurado que avalia o quesito letra escrever “fulião”?…Ou ainda, 3 jurados deram pau no samba da parceria do meu grande amigo e atual mestre de bateria do Dascuia, DUDU, por utilizarem no refrão uma frase que foi slogan do time Vasco da Gama, mas não deram o mesmo tratamento ao samba que venceu (mas não convenceu ninguém, tamanho foi o silêncio no momento do anúncio), pois este tinha a frase “É FORÇA É GARRA E PAIXÃO”, slogan da Gaviões Alvinegros do Figueirense…O fato que questionamos muito foi que os 3 jurados que massacraram o samba da parceria DUDU e FEIJÃO são Figueirense. Será que não sabiam disso? E mais, um quesito em que perdemos ponto e questionamos sim foi o de adequação ao enredo, sendo assim descrito por um jurado: “A letra está muito clara e não causa confusão nas palavras”…Fiquei me debatendo por horas pra tentar entender o porquê então de nos tirarem 0,5 ponto. São essas questões Dona Aidê é que desqualificam esse pessoal que está com a senhora a permanecer à frente da escola. E como muito bem citado no comentário acima, se em 10 anos de gestão do seu atual presidente, não se conseguiu conhecer a comunidade, tampouco fazer com que a comunidade conhecesse a escola, vai ser a senhora que vai fazer isto? Juntamente com o seu atual candidato a vice que tanto falou ali no bar do Luíz que a Consulado não tem comunidade? Não se pode tapar o sol com a peneira e esconder as mácula provocadas pela gestão a qual a senhora hoje tanto defende. É uma pena que ainda tenham coragem de tentar se perpetuar no poder depois de tanto estrago que causaram a nação vermelho e branco…Antes, éramos a segunda escola de qualquer integrante de outra escola, tínhamos orgulho de ostentar o nosso nome, hoje, só nos resta a vergonha e a repulsa de tantas pessoas envolvidas no mundo carnavalesco. Grande abraço e não se esqueçam, no dia 27 de Abril, vote com o coração, vote sem vaidade, vote chapa 1 que a verdadeira FORÇA DA COMUNIDADE.

  6. Boa tarde,sou morador do bairro Caeira do Saco dos Limoes frequentador da escola de samba Gres Consulado e o q mais me revolta e ler q essa chapa formada pela vice presidente Aide q na atual gestao do salomao tirou a ala da comunidade da escola,agora querem voltar com a ala.Gostaria de uma explicaçao d eo pq ter tirado a ala???
    (comentário moderado pela equipe Na Avenida)

  7. Olhem as promessas não cumpridas nas ultimas eleições.
    Texto retirado do e-mail (consuladodosamba2010@gmail.com) da chapa feita pela atual candidata nas ultimas eleições em 2010.
    Olhem suas caixas de e-mail e procurem essas promessas que não foram cumpridas.

    Prezado Associado,

    (Comentário moderado pelo site Na Avenida – Para liberação, favor publicar através de um e-mail valido e identificar autoria)

  8. Olhem as promessas não cumpridas nas ultimas eleições.
    Texto retirado do e-mail (consuladodosamba2010@gmail.com) da chapa feita pela atual candidata nas ultimas eleições em 2010.
    Olhem suas caixas de e-mail e procurem essas promessas que não foram cumpridas.

    Prezado consulense,

    Neste sábado, dia 15 de maio, iremos escolher o comando de nossa escola por mais três anos. Nossos representantes que tomarão a frente de todo o processo de administração de nossa escola e desfile.

    Por isso, a chapa número 02, 100% Vermelho e Branco, vem destacar suas principais propostas de trabalho. Nosso grupo é formado por pessoas que realmente amam e respeitam o GRES Consulado e têm consciência e humildade para dar continuidade em ações de sucesso, e acima de tudo, estão abertos a novas idéias e projetos.

    Queremos que o nosso trabalho seja desenvolvido a várias mãos, por isso, contamos com sua colaboração.

    Queremos continuar construindo uma história de sucesso em nossa escola, como a conquista de quatro títulos, a quitação das dívidas, o desenvolvimento de projetos sociais de sucesso, o respeito junto às autoridades municipais, estaduais e federais, a criação do Estúdio Consulado do Samba, a implantação de um novo projeto de comunicação da escola, envolvendo novo website, twitter e revista, e em especial, a oportunidade do Consulado ter verba própria, com a realização de eventos pré carnavalescos. Hoje nossa escola é referência em todo Estado e país, graças ao trabalho de grandes profissionais e o apoio da família consulense.

    Nossas principais propostas são:

    1- Ampliar os serviços de inclusão digital para os associados e comunidade;
    2- Incrementar a estruturação dos serviços de biblioteca, através de parceria com a comunidade e rede municipal de ensino;
    3- Apoiar as atividades cívicas e culturais, como festividades juninas, religiosas e étnicas;
    4- Ampliar e apoiar a autonomia da Velha Guarda da escola;
    5- Restabelecer o processo de escolha samba e de enredo, por intermédio de um concurso aberto e participativo;
    6- Incentivar o desenvolvimento de ações pedagógicas voltadas para a proteção do meio ambiente na comunidade;
    7- Buscar junto à Prefeitura a renovação do Contrato de Autorização de Uso da Quadra de Esportes do Caeira, para uso do GRES Consulado e Associação de Moradores;
    8- Buscar o desenvolvimento de ações inclusivas para a qualificação profissional de jovens, através de convênios com o Ministério do Trabalho, SINE e demais agências fomentadoras;
    9- Investir mais no Consulado do futuro. Continuar com as oficinas de porta bandeiras, mestres salas, passistas, bateria mirim, etc. Criar a Escola de Samba Mirim;
    10- Buscar junto ao Governo Municipal e/ou Estadual assistência médica e odontológica para os moradores mais carentes da comunidade do Caeira.

    Por isso, neste sábado, dia 15 de maio, vote com o coração.

    Você que é Consulense quer no comando da escola pessoas que já mostraram que, acima de tudo, são Consulado e trabalham para o bem da escola?

    Ou vai votar em quem fez parte da equipe que está tentando tirar o título de 2009 de nossa escola? Isso é ser Consulado? É amar a escola? Quem não sabe separar divergências pessoais dos interesses de uma agremiação, merece estar em seu comando?

    Pense bem…

    No dia 15, seja 100% Consulado.

    Vote na chapa de número 02 – 100% Vermelho e Branco!

    Um grande abraço,
    Salomão e Aidê
    Chapa 100% Vermelho e Branco

  9. A Consulado tem sorte, pois seus dois candidatos são conhecedores e tem fidelidade com o histórico do Carnaval em Florianópolis.
    Boa entrevista e sorte pra vc Aidé.

  10. (Comentário moderado pelo site Na Avenida – para liberação será necessário o envio de um e-mail válido e com identificação do nome do autor do comentário)

  11. Gostaria de parabenizar o Blog Na Avenida pela iniciativa junto as escolas e bocos. Ter noticias durante o ano inteiro sobre nosso carnaval é fundamental para não deixar esta chama apagar. Quanto a entrevista parabenizo a Aide pela clareza e objetividade em suas respostas, o que me faz afirmar cada vez mais o meu compromisso com a Chapa Fidelidade ao Pavilhão. Tamo junto Aide e Marquinhos!

  12. Sou Marina Telles, filha de Marcos Paulo Rodrigues Telles, nao poderia de deixar aqui a minha manifestação.Sinto-me indignada sobre os comentários lidos onde “componentes da consulado”criticam constantemente a atual administração.Ora senhores vamos trazer aqui oque de fato aconteceu, é muito fácil críticar quando não estamos a frente.Carnaval não se perde por culpa de um presidente, são inúmeros fatores.Não cabe a nós acharmos culpados nesse momento.E nem de trazer fatos ocorridos no passado até mesmo sem “provas comprovadas”.
    Essa é a hora de usarmos a dita democracia e que vença a melhor que na minha opinião é a chapa FIDELIDADE AO PAVILHÃO.

  13. Infelizmente existem pessoas que não sabem jogar limpo! Que para VENCER ALGUMA COISA precisam difamar os outros. Com certeza são pessoas de mente pequena. Eleição são para expressar nossas opinião, não com ACUSAÇÕES, e sim soluções, ideias, coisas que contribuam para a NOSSA AGREMIAÇÃO. Acredito sim nessa nova diretoria com ideias novas, e PLANEJAMENTO para que nossa escola volte a ser UMA ESCOLA DE SAMBA!

  14. Verdadeiramente perplexo com algumas respostas. Mas fazer o quê? Cada um joga com as suas pedras para ganhar! Penso apenas que um(a) presidente deve administrar com maestria até mesmo as opiniões diversas, que servem para reflexão, mesmo não se concordando. O fato é: qualquer discurso contrário aos interesses da atual gestão já era razão para se levar para o lado pessoal. Nunca se interpretou como uma pista de reflexão, mas como um ataque ou coisa do gênero, fazendo com que a hostilidade fosse o sentimento mais perceptível. Depois que me afastei da escola (e deixo claro que não foi por “vaidades pessoais, seus egos e interesses financeiros”, nas palavras da presidente), refleti sobre todos os anos dedicados: tirava férias do trabalho para trabalhar voluntariamente no barracão, levando e trazendo fantasias, comida, etc (isso ainda nos idos anos 90 e não nos tempos da modinha). Cheguei à conclusão que vivi bons momentos. Mesmo não ganhando carnaval, a gente era feliz e não sabia! Aqueles sim eram tempos bons! Minha saída foi por amor próprio. Foi por não compactuar com a forma com a qual a escola estava sendo conduzida. E isso aconteceu antes de qualquer crise. Saí na “crista da onda”. Meu último desfile foi em 2008. Quando se ouve a frase saindo da boca de um presidente (e eu ouvi) “vc ganha o homem de duas formas: ou pelo dinheiro ou pela vaidade”, pensei: aqui não é o meu lugar! Saí pela tangente e diante deste tipo de mentalidade o caos se instaurou. Foi um afastamento pela ética! Concordo que não se deve responsabilizar apenas o presidente pela derrota desde que o mesmo não atribua apenas a si as vitórias, senão fica a ideia de que o ônus é dividido e o bônus é centralizado! Muita gente voltará para a Consulado ocorrendo a vitória da outra chapa. Só assim! Talvez eu seja o único que já decidi não voltar mais, independente do resultado das eleições, tamanha a decepção! Não quero mais ter que investir tempo por anos a fio para depois aparecer alguém e fazer um estrago enorme. Se o estrago fosse material ou financeiro, dava-se um jeito, mas escola de samba é feita de pessoas e feridas ficam! Logo, o discurso de respeitar a história das pessoas é uma falácia sem tamanho! A menos que a história seja de quem convém para colocar em prática a frase supracitada do presidente atual!

  15. COMENTÁRIO MODERADO PELO SITE NA AVENIDA – CARO “SR MORADOR DO BAIRRO” FAVOR SE ADEQUAR AS REGRAS PARA PUBLICAÇÃO DE COMENTÁRIOS. É OBRIGATÓRIO UM E-MAIL VÁLIDO E NOME COMPLETO PARA IDENTIFICAÇÃO. NÃO TOLERAREMOS COMENTÁRIOS COM CODINOMES. O BLOG NA AVENIDA TEM EM SUA MISSÃO, SER DIFERENTE DE BLOGS ANTERIORES. AQUI, TODOS TEM O DIREITO DE FALAR A VERDADE, DESDE QUE SE IDENTIFIQUEM E ASSUMAM POR AQUILO QUE ESCREVEREM.

  16. Bom dia a todos.
    Meu nome é Alessandro, sou batuqueiro da ala de tamborins da nossa ORDINÁRIA, faço parte do Conselho fiscal empossado em 2012 e agora afastado devido ao novo desafio de ser o Presidente da Comissão Eleitoral para esta eleição da nova Diretoria Executiva para o triênio de 2013 a 2016.
    Antes de continuar, gostaria de informar que esta mensagem se encontra nas duas entrevistas de ambos os candidatos e que não estou aqui, ocupando este espaço para defender nenhum dos candidatos, ou expor minhas opiniões. Faço isso devido ao atual cargo que estou ocupando no momento independente de minha história na escola e minha opinião pessoal.
    Nós da Comissão Eleitoral estamos trabalhando para que tenhamos uma eleição, tranqüila na medida do possível, TRANSPARENTE, e que não fique nenhuma questão ou dúvida quanto ao processo eleitoral. Todos os candidatos estão trabalhando junto com esta Comissão e acompanham todos os nossos passos, então, a chapa que ganhar e a que perder, saberá que não houve nenhum tipo de interferência, sentindo-se assim prejudicado ou favorecido.
    Sei que nessas ocasiões, as paixões, sentimentos positivos ou negativos, mágoas, rancores pessoais afloram e ganham um novo combustível para queimar nos corações e nas mentes de todos, mas antes de tudo, somos CONSULADO, mesmo afastados, desligados dos quadros de folião, o sentimento permanece.
    Por isso, venho pedir em nome da tranqüilidade e da razão, para transferirmos nossos sentimentos, seja ele a favor ou compra a determinado candidato no voto. Como vivemos em uma democracia, todos tem liberdade para expressar suas opiniões, porém, para que não se crie um clima de guerra, volto a pedir a todos, tranqüilidade nas palavras e se acham que a Diretoria deve continuar ou mudar, compareçam dia 27 de abril munido de sua carteirinha atualizada e façam um pequeno “X” na cédula de votação e assim sair tranqüilo com a sua consciência e certo de que fez a coisa certa ou que ajudou a sua escola.
    Então, novamente convido a todos os CONSULENSES a nos ajudarem a transformar este processo eleitoral em um marco na história da nossa escola, vamos transformar esta ocasião em festa e em uma oportunidade de voltarmos a ser uma das grandes em nosso carnaval e não vamos fazer uma guerra, querendo ou não, toda cidade, simpatizantes ou não da nossa vermelho e branco, estão acompanhando e falando da nossa eleição.
    Boa sorte a todos os candidatos.
    Espero todos no dia 27 para tomarmos uma cerveja após o encerramento das eleições
    Um grande abraço.

    Alessandro.tamborimconsulado
    Presidente da Comissão Eleitoral

  17. Bela entrevista aide. Me parece que a oposiçãoficou com medo pois agora estão botando comentários desnecessários para tentar difamar essa chapa. Gostava muito desse site, pena que agora esta virando blog tamborim da angela bastos, se continuar assim tera o mesmo fim que o mesmo!

  18. desejo a minha amiga aidê tudo de bom!!! que ela tenha muita saúde e felicidade muita paz e muito sucesso!!! sou eternamente grato a essa mulher de fibra!! guerreira pra caramba!!! e quando tive um problema em minha vida ela me estendeu a mão!!! estou aqui aidê lhe dizendo que o que vc precisar conte comigo jeisson dias!!! felicidades!!!sou eternamente grato a vc!!!!

  19. olá aidê serei eternamente grato a vc que quando precisei vc me estendeu a mão!!! lhe desejo saúde paz sucesso e felicidades!!hoje venho aqui lhe dizer que o que vc precisar pode contar comigo!!! seu amigo jeisson dias eternamente grato a vc!!!!

  20. Precisamos de paz dentro da escola! Num processo democrático o voto é que tem o poder de decisão! Não está contente com a situação da Consulado? Vote na Chapa 01 – Consulado é simplesmente é caeira novamente. É o que eu vou fazer! O que não podemos aceitar é que um presidente fique tanto tempo no comando da escola, precisamos de renovação, novas idéias e espero que no dia 27 isso seja concretizado. Não tenho nada contra a canditada Aidê, mas a escola precisa de novos ares. Para o bem da escola precisamos desta mudança, e tenho certeza que esta mudança vai ser fundamental para escola ganhar oxigênio e se aproximar novamente da comunidade que ficou tão esquecida nos ultimo anos.Valcione e Gustavo estão juntos nesta nova fase da Consulado! Vamos construir juntos um Consulado para TODOS! Grande Abraço. E vamos ter tranquilidade para que o processo seja o mais democrático possível. Rumo a vitória no dia 27.

  21. E minha pergunta nada de ser respondida.
    Acho que vou repetir para ver se entendem e ao invés de ficarem debatendo quem é mais fiel ao que, pq ao invés de questionarem o significado de fidelidade eu quero é ver propostas, e principalmente a resposta a minha pergunta, que inclusive vou aumentar alguns questionamentos, e dessa vez quero respostas,
    PORQUE QUEM CALA CONSENTE, todos já sabem que vocês se calaram para muitas coisas, mas a minha pergunta é essa, PORQUE SE CALARAM PARA A COMUNIDADE?
    Segue meu comentário anterior, e pode ser respondido por qualquer um que faça parte desta diretoria atual, já que com excessao do Sr. Eduardo todos faziam parte da Diretoria 2010/2013. Aliás o que vocês esperam fazer agora de novo já que tiveram 3 anos para fazerem?

    Lendo a entrevista, me chamou a atenção algo que realmente me revolta, tanto nas propostas, quanto nas respostas.
    Consulado está no Caeira mais de 20 anos, e as propostas:
    ” Ter uma comunidade Forte e Participativa (Caeira e Saco dos Limões)”
    “Conhecer nossa comunidade e fazer com que eles nos conheçam.
    Sra. Aide, tanto o Caeira quanto o Saco dos Limoes, já são bairros fortes e participativos, quem está distante disso é a Escola de Samba.
    Se a Escola de Samba em 20 anos, nao conheceu estas comunidades, o que a Sra. Espera fazer em 3?
    Faltou uma pergunta Crucial que já iria satisfazer estas perguntas.
    “Como a Sra. espera recuperar, o que perdeu, na sua gestão como vice-presidente, sendo que foi no dia 30/10/2010, que o Estatuto foi alterado, e retiraram a Diretoria Comunitária? A Sra. fez parte dessa alteração e agora vem prometer algo que atraves de sua gestão foi retirado?
    Os valores e as promessas só interessam realmente em época de eleição, essas propostas são um verdadeiro assinte.

  22. Alguns dizem que a Família LOBO saiu de cena? serei muito honesta ao ponto de falar que pelo que vejo numa rede social em compartilhamentos/curtidas, etc, estão mais ativos nesta chapa do que deveriam. E isso realmente vale como um conselho que deveriam seguir, sou muito sincera ao dizer, que uma primeira vez que me falaram que estavam todos fora realmente eu tinha propensao a apoiar esta Sra. mas ao ver tudo que vi “A FAMILIA”, está “queimando” totalmente a campanha.
    Sugiro que realmente se afastem se quiserem salvar alguns poucos votos que a Sra. possa ter.
    Vejo em redes sociais falarem que estão renovando, uma “Nova Consulado”? este foi o slogan inclusive de outra Escola de Samba, sabe aquela que vocês terão que devolver o título e o trofeu de 2009? essa mesmo. Será que é plagio de nvo?

  23. Reconheco o empenho e a dedicação da Sra Aide e o Marcos. Mas como falou a Aninha, precisamos renovar e como Falou o Jean nossa escola precisa de pessoas que possam unir e nao separ. Juntar os cacos, e recomeçar. Concordo quando a Aninha nao sei qual renovacao esta chapa apresenta, hoje vimos post da familia real em peso, um apoio incondicional, pq? Fica esta a pergunta, pq? qual o interesse? Vi a diretoria ja nominada para a nova gestao caso esta chapa ganhe, me diga qual a renovacao? quem de novo? qual a condicao de se fazer uma nova Consulado? Vamos pensar bem, mas fica a dica, apos este processo, precisamos refazer o cllima de familia da nossa escola….eu cobrarei isso….

  24. Estão prometendo ajudar a comunidade há 10 anos e nunca fazem nada.
    Perdemos a quadra pra jogos e festas da comunidade.
    Quero jogar bola e não consigo, e tem muita cara de pau vir falar em comunidade.
    Falam que estão brigados e afastados do atual gestor, só vejo a família DoRéMi de Lobo apoiar a atual candidatura, (COMENTÁRIO MODERADO PELO SITE NA AVENIDA ( tem até foto).

    Da um tempo e pede pra sair, se todos que somos consulado de verdade, queremos moralidade, temos que mandar essas pessoas embora, e trabalhar pra resgatar o que perdemos.

    Dia 27/04/2013 Valcione e Gustavo na cabeça.

  25. Chegou o momento da RENOVAÇÃO. Nao adianta falar, Tanto o Valcione Furtado quanto o Gustavo Rabelo representao a MUDANÇA E A COMUNIDADE sem deixar de ter e ser fiel ao PAVILHAO. Precisamos mudar a historia da nossa escola, precisamos de uma vez trazer a alegria de sermos Consulado, de termos orgulho da nossa escola, sem interesses, sem perseguiçoes, sem cabides de emprego, sem negocios, sem desmerecer a comunidade que hoje esta esquecida. A escola é de TODOS e nao de poucos. Contamos com cada associado para mudar o rumo da Consulado, com propostas claras e possiveis. Bora para a vitoria sabado na eleicao. Abraco a todos….

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *