Laguna/SC (Outros Carnavais) – Conheça o enredo da Vila Isabel 2017!

enredo
Logo oficial do enredo 2017 – Autor da arte: Marlon Barbosa

A escola de samba Vila Isabel de Laguna divulgou, por intermédio do seu vice-presidente André Machado e Silva, o enredo 2017.

De autoria do mesmo, a temática se intitula “O Menino da Vila encanta o Planeta Carnaval”.

Trata-se de uma homenagem a Helinho da Vila (foi intérprete da agremiação durante 53 anos e autor de vários sambas da mesma).

Leia a sinopse na íntegra:

A Vila Isabel tem orgulho de apresentar a Marca gráfica e a Sinopse do enredo 2017.

O Menino da Vila Encanta o Planeta Carnaval!

No dia 18 de março de 1945 nascia na cidade de Criciúma\SC Hélio Pereira, filho de Valdiniro Abrão Pereira popularmente conhecido por Seu Xavante e Dona Onélia Viana Pereira, ele expedicionário da FEB, exímio benzedor após a guerra trabalhando como usineiro da CSN é transferido para o Porto de Laguna em 1953, vindo a se instalar na comunidade do Morro da Glória, ela dona de casa cuidava dos filhos e da casa com todo esmero.

De mudança para Laguna uma cidade assombrada por bruxas que assustam os moradores locais, especialmente da Carniça, na região da Ilha ( região de Laguna) que vivia uma nova fase: o surgimento das escolas de samba, apaixona-se pela novidade e passa a ser ritmista de várias blocos e escolas de Laguna como Os Aymorés, Mangueira entre outros, somente em 1964 ingressa nos “Meninos da Vila” levado pelo baluarte Bento Cacique. Os meninos da Vila, era como ficaram conhecidos os rapazes que estavam em uma fase pré componente, aonde os selecionados passariam para a bateria oficial, e os que não tinham condições de tocar, seja por que não tinham tamanho, seja por não pegarem “o toque” atuavam carregando estandartes de 3 metros na frente das alas apresentando-as.

Helinho começa bem, tocando caixa, pouco a pouco vai galgando posições até se tornar intérprete oficial da escola em 1974.

Sua história se confunde com a da Vila Isabel, são 53 anos de dedicação exclusiva à escola, 24 sambas compostos e\ou arranjados por este ícone desfilaram na avenida do samba lagunense, e hoje não se tem memória de quantos títulos seus sambas trouxeram para a escola, devido a complexidade da apuração da época, em que se dava títulos quesito a quesito e a e agremiação que tivesse mais títulos seria a grande campeã. Em um tempo em que não havia em Laguna a figura do enredo no carnaval, o samba era o “guia” do desfile, pois a partir dele o carnavalesco criava as fantasias e alegorias, daí se extrai a genialidade deste baluarte, seus sambas traziam o tom do desfile, a partir do tema criava praticamente todo o desfile, sambas como Quem viu viu, quem não viu, verá, Quem diria, Tamango, Tambo legendário do Sol e outros campeões são até hoje lembrados pelos lagunenses.
Em 1970 após ser campeã em Laguna com o lendário enredo Tic da Abolição, concorrendo com escolas de samba de Porto Alegre a Vila Isabel é selecionada para se apresentar em Buenos Aires na Argentina, aonde desfilou como escola de samba convidada, a partir desse episódio a escola ficou conhecida como “a Internacional”, é claro Helinho estava lá fazendo amizades e levando o nome de Laguna para los hermanos.

Os títulos se acumulavam, 1970, 1972, 1974, de 1979 á 1983 a Vila Isabel foi campeã absoluta, nomes como o Ex-Presidente Zavero, Mauro Candemil, Antônio dos Reis e outros garantiam as mais belas fantasias e arranjos musicais para o carnaval da Internacional, mas uma coisa diferenciava a Vila Isabel das demais: O Samba, toda a cidade cantava o samba da Vila antes mesmo do carnaval, e quando este chegava virava um arrastão pelas ruas do centro histórico, isso marcou gerações, a explosão de alegria que o já famoso Helinho da Vila representava ao cantar seus sambas, tudo isso não se dava gratuitamente, além de intérprete da Vila, Helinho cantava em todos os bares e restaurantes da cidade seus sambas autorais, e muito antes do carnaval todos os lagunenses e turistas (principalmente os argentinos que veraniavam na cidade) já tinham na ponta da língua o mais novo samba do Helinho, as mais belas cabrochas sambavam ao ouvir sua voz, Laguna respirava samba o ano inteiro.

O menino da Vila encanta o planeta carnaval!

Inspirado na obra de Fernando Sabino O Menino no Espelho, o enredo faz uma viagem poética entre a imaginação do menino da vila, a vida e a obra do baluarte do samba lagunense através da figura do jovem Helinho com 8 anos de idade que magicamente viaja por um mundo onde os sonhos de todo artista são eternos:
O Planeta Carnaval. Neste misterioso lugar nada acaba na quarta feira de cinzas, o malandro apaixonado corteja a boêmia em um bailado etéreo sob a luz do luar, e a linguagem é universal: O samba, protegido pelo poderoso baobá simbolo da cultura negra e da resistência e luta de um povo e abençoado pelo Deus da Guerra Ogun e sua amada Deusa de cabelos macios Yansã.
Saberá nosso herói sair desse lugar? De uma coisa sabemos: Ele jamais sairá de nossos corações!

O menino da Vila Encanta o Planeta Carnaval!

Por uma vida de amor e dedicação a Vila Isabel escola que carrega no coração e no nome e por tudo o que representa para a cultura lagunense e do Brasil, Helinho da Vila é enredo, sua trajetória vira justamente aquilo que tanto fez, homenageando vultos, passagens históricas, folclores e tradições, o Show da Vila!

Avisa aos lagunenses que a Vila vem aí
Hoje o bicho vai pegar, a poeira vai subir
A Vila é alegria, é ritmo e alto astral.
Hoje tem festa no planeta carnaval!”.

 

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *