Liesf obtém aprovação de projeto no Ministério da Cultura

liesf-posse-2014
Liga poderá captar R$ 5,5 milhões junto à iniciativa privada para investimentos no carnaval 2016

A Liga das Escolas de Samba de Florianópolis obteve a aprovação, no Ministério da Cultura, do projeto de Lei Rouanet para a organização do desfile das escolas em 2016. É o maior projeto de ordem cultural e de carnaval do Sul do Brasil. São aproximadamente 5,5 milhões que poderão ser captados junto à iniciativa privada.

A Liesf protocolou o documento no dia 13 de outubro. Depois disso, a peça passou por análise técnica, conclusão, emissão de parecer e inclusão na pauta de votação. A confirmação da aprovação veio na última sexta-feira, dia 13 de novembro. O projeto será publicado no Diário Oficial da União na próxima sexta-feira, dia 20, junto com a abertura de conta.

O texto básico do projeto dá conta da “organização e produção do desfile oficial de carnaval de Florianópolis, das escolas de samba afiliadas à Liga das Escolas de Samba de Florianópolis, entre os dias 5 e 9 de fevereiro de 2016, na Passarela do Samba Nego Quirido, com público previsto de 22 mil pessoas, com acesso democratizado e acessibilidade para pessoas com necessidades especiais. Um espetáculo inesquecível de Artes Cênicas (Dança), preservando e perpetuando o patrimônio cultural do carnaval na “Ilha da Magia”.

Para o presidente da Liga, Joel Costa Junior, essa é uma conquista que mostra a capacidade e o potencial do carnaval da Grande Florianópolis. “Essa aprovação comprova que nós temos um grande produto a ser explorado. O valor compreende a metade do projeto carnaval 2016, ou seja, 50% dos investimentos poderão vir da iniciativa privada através da captação junto às empresas. O Carnaval não se faz só com verba pública mas sim com propostas que viabilizam o espetáculo de forma negocial com grandes organizações”.

Fonte: LIESF

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *