Nota oficial de encerramento

É o fim de um ciclo.

Tudo começou como uma atitude despretensiosa, sem saber no que iria dar. Foi em 15 de maio de 2012 nossa primeira postagem. Nascia o Blog Na Avenida.

Com o desejo de comunicar os acontecimentos do samba e do carnaval de nossa terra, de nossas escolas, de nossa gente, fomos gradativamente criando corpo, crescendo, tornando-se conhecidos e cada vez mais lido pelo público do samba.

Foram 2.490 publicações, milhares de fotos, centenas de eventos e uma premiação da Oficina Crítica do Carnaval – OCC. Tivemos dias bons e dias ruins, e todos eles ficaram registrados nas páginas do Na Avenida.

É difícil selecionar os momentos marcantes desta trajetória, mas registro nesta última postagem duas que jamais me esquecerei, são elas:

A nota que mais me alegrou foi o dia em que as escolas de samba se reuniram para apoiar uma manifestação em defesa do carnaval, organizada pelo Na Avenida, em frente a Prefeitura de Florianópolis. Com faixas e batucada, andamos pelas ruas da cidade, entramos no gabinete do prefeito e protestamos pela manutenção dos desfiles das escolas de samba de 2013, mas que infelizmente não aconteceram. Para mim, este dia foi memorável por acreditar que a união entre as escolas existe (veja aqui a matéria ).

A nota que mais me entristeceu, dentre tantas anunciadas, é sempre da perda de pessoas queridas em nosso meio. Tantos nos deixaram para um plano superior, mas uma me marcou muito, a pequena Isabela, filha do meu amigo Andy Silveira e Dani Araújo. Foram dias de angústias e orações para aquela menina que se encontrava internada, mas que partiu em 22 de outubro de 2016, com pouco mais de dois meses de vida (veja a matéria aqui).

Fora momentos marcantes, que mudaram a minha vida, momentos que me fizeram conhecer pessoas e criar laços de fraternidade.

Nosso grupo cresceu, muitos passaram por aqui e faço questão de nomina-los: Marja Nunes, Manoela Baracuhy, Conrado Lauindo, Willian Tadeu, Raoni Osório, Fred Salgueiro, Edu Aguiar, Cristiane Tramonte, Ed Soul, Tiago Tharler, André Filosofia, Jean Nascimento, Nelipe Costa, Sandro Roberto, Henrique Harmonia e Peta Alves (espero não ter esquecido de ninguém).

À Todos aqueles que passaram pelo site, minha gratidão por eternizar nosso samba, nossas escolas, nossa gente. O Site só existiu porque vocês estavam juntos nesse caminho.

Mas o ciclo precisa se completar. Foram quase 8 anos de luta em defesa do nosso carnaval e, neste momento, acreditamos que outros meios de comunicação que surgiram na cidade poderão manter a qualidade das comunicações das nossas escolas. Nós, vamos querer descansar, seguir novos rumos, novos planos pessoais e profissionais. Nossa decisão em encerrar os trabalhos foi longamente debatida entre os membros atuais. Não foi um consenso, pois nessas horas nossa emoção sempre quer falar mais alto que a razão, mas acreditamos que é preciso parar.

Em 2020, vamos comprar nossos ingressos e assistir os desfiles das escolas de samba de Florianópolis, queremos nos emocionar como foliões que somos. Cada um de nós tem sua paixão por uma escola e, certamente, deixaremos aflorar ainda mais esta paixão.

Não é o fim, mas o novo recomeço de um novo ciclo.

O Na Avenida encerra seus trabalhos, mas não apaga sua história.

Que sirvamos de exemplo para tantos novos que estão surgindo, assim como tivemos grandes exemplos como Ângela Bastos, CarnavalescoSC, Raul Rezende, dentre tantos outros.

Resistir para poder sorrir, nós somos o povo do samba.

Gratidão eterna!

Jorge Simões Lautert – Jorginho Lautert (fundador do site Na Avenida)

Ps: Isso tudo existiu pois tinha ao meu lado duas pessoas maravilhosas, minha esposa Raphaela Perrut e minha filha Lauane – Amo vocês.

CompartilheShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *