O fim da Era Salomão – completo com fotos e vídeos

Valcione presidente

Após semanas de uma campanha intensa, as urnas decretaram o fim da Era Salomão: Valcione Furtado recebeu 149 votos e derrotou a chapa liderada por Aidê Carvalho, candidata da situação, que recebeu 107 votos. O compositor Gustavo Rabelo é o novo vice-presidente. Os novos comandantes terão um mandato de três anos para resgatar “a força da comunidade” e trazer a Consulado de volta à briga pelo campeonato.

Salomão Lobo de Souza Filho comandou a vermelho-e-branco por dez carnavais (2004-2013), conquistando um tricampeonato – de 2005 a 2007 – e dois vice-campeonatos, em 2004 e 2008. De personalidade forte e fiel às suas convicções, Salomão deu continuidade ao trabalho de estruturação iniciado por seu antecessor, Antônio Jorge. Com mãos de ferro, conduziu a escola ao ápice de sua história: os pré-carnavais eram marcados pela quadra lotada em grandes eventos e a competência no barracão e na avenida era exemplar.

Leia também: Entrevista com o candidato eleito, Valcione Furtado, falando de seus planos para os próximos três anos

Os problemas começaram no concurso de samba para o carnaval de 2008, recheado de polêmicas quanto à abertura para compositores externos e ao resultado final, com acusações de descumprimento do regulamento. Alguns compositores entraram com processo que corre até hoje na Justiça, entre eles o novo vice-presidente, campeão no ano anterior. Após declarações infelizes, como “As pessoas em Florianópolis não sabem como se escolhe um samba”, Salomão anunciou, sob vaias e protestos, uma fusão entre um samba carioca e um samba local, posteriormente desfeita. O afastamento da maioria dos compositores foi uma consequência interna que contaminou outros setores da escola.

Em 2009, a escola foi campeã na apuração, tendo seu título posteriormente cassado sob acusação de plágio. O refrão do samba seria cópia de um concorrente da Vai-Vai, de São Paulo. O samba de 2010 teve seu refrão alterado pelo mesmo motivo: desta vez, a cópia seria de um samba da Leandro de Itaquera. Clicando aqui, você pode ouvir os áudios e entender melhor o caso. Na época, Salomão alegou que a prática era legítima por ter autorização dos compositores das obras originais, versão defendida pela candidata Aidê Carvalho em entrevista recente ao Na Avenida.

Em 2004, a Consulado foi vice-campeã homenageando Neide Maria Rosa.
Em 2004, a Consulado foi vice-campeã homenageando Neide Maria Rosa.

Apesar das polêmicas, Salomão foi reeleito em 2010, derrotando Maria Tereza Weiss, cuja candidatura não superou o fardo de um voto a favor da perda do título dado pela candidata no colegiado da LIESF. Nos anos seguintes, os problemas internos se agravaram e a oposição agregou mais seguidores, culminando na vitória de hoje. O polêmico presidente não elegeu sua sucessora, numa derrota pessoal que tem a assinatura de seus ex-apoiadores. Além dos candidatos, o mestre-sala Mazinho, o enredista Antônio Gracindo, a eterna musa consulense Marja Nunes e o produtor Andy Silveira se tornaram alguns ícones da oposição.

Desclassificada em 2009 e com a imagem abalada, a Consulado não saiu mais da última colocação. Em 2012, o desfile transpareceu a situação da escola: com alegorias de pequenas proporções e muitos problemas na confecção do carnaval como um todo, nem de longe lembrava a Consulado do tricampeonato. No auge de seu mandato, Salomão construiu uma das maiores escolas de samba da história de Florianópolis. Em 2013, devolve a agremiação em seu pior momento, muito menor do que aquela que assumiu em 2004.

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

3 comments

  1. Jorge, so reparando uma falha na sua informacao. Um dos cabeças da oposicao foi o Fabio Botelho que elaboraou praticamente toda a estrategia da eleicao e da assembleia e voce nao citou ele, o que acho uma injustiça, pois este guerreiro vem ao longo do tempo se colocando firme contra posicoes desta gestao que se foi….. refaça esta injustiça. Obrigado

  2. Texto muito bem elaborado, uma síntese que retrata fielmente a trajetória
    da era Salomão! Parabéns Valcione Furtado e Gustavo Rabelo, desejo que
    sejam muito bem sucedidos!

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *