Quesito Samba Enredo de “Pérolas de Laguna”. Um julgamento levado quase a sério

Pérolas de Laguna Pérolas de Laguna Parte III

Um Julgamento levado Quase a Sério.

Quesito: Samba Enredo

Jurados:  Sônia T.P.M / Carlos Henrique Albanês / Brunna Remor Borgehzan

Entendendo o quesito – No Quesito Samba-Enredo o Julgador irá avaliar a Letra e a Melodia do Samba Enredo apresentado, respeitando-se a licença poética.

Para conceder notas, o Julgador deverá considerar:
LETRA
– a letra poderá ser descritiva ou interpretativa, sendo que a letra é interpretativa
a partir do momento que contar o Enredo, sem se fixar em detalhes.
Considerar:
– a adequação da letra ao enredo;
– sua riqueza poética, beleza e bom gosto;
– a sua adaptação à melodia, ou seja, o perfeito entrosamento dos seus versos
com os desenhos melódicos.

MELODIA
Considerar:
– as características rítmicas próprias do samba;
– a riqueza melódica, sua beleza e o bom gosto de seus desenhos musicais;
– a capacidade de sua harmonia musical facilitar o canto e a dança dos
desfilantes.
Não levar em consideração:
– a inclusão de qualquer tipo de merchandising (explícito ou implícito) em
Sambas-Enredo;
– a eventual pane no carro de som e/ou no sistema de sonorização da Passarela;

 

015 (1)
Dona Sônia TPM, em sua primeira justificativa, declarou que o samba “desempenhou o seu papel” mas “não chegou a convencer”. Ou seja, se ele não lhe convenceu, não mostrou oque deveria mostrar na avenida, então ele não desempenhou seu papel. Ou seria este samba algum tipo de discurso político, que desempenha seu papel de discurso, porém, politicamente, não convence seus eleitores. Sera algo parecido? Me desculpe, mas a sua justificativa pode até ter desempenhado o seu papel de julgadora, mas queria, oque você escreveu, NÃO NOS CONVENCEU! Dar 8,5 por um samba que não convence, é estranho demais!
Já na sua segunda justificativa, algo realmente novo. Um verbo nunca visto em nenhuma passarela de escolas de samba pelo Brasil. PERFUMOU??? O samba falava do Boticário? O único samba que já perfumou uma avenida foi do Carnavalesco Marcio Schutz da Embaixada Copa Lord de Florianópolis, que trouxe Marrocos como Enredo. Em Florianópolis eu posso garantir que a escola perfumou a passarela ao passar aspergindo água de flor de laranjeiras trazidas de Marrocos. Agora o samba da Mocidade Independente certamente não falava de perfume, e não sei onde deveria ter perfumado. Se o samba não perfumou, tenho certeza que sua justificativa não cheirou nada bem.
Já a Xavante, cantou muito bem, reinou por 53 minutos, lhe transportou para Veneza, e ainda perde 2 décimos, sabe lá onde. Aprenda que uma justificativa não justifica o que é bom, ela é feita para justificar os décimos que você tirou da escola. E isso a senhora não justificou. Volta de Veneza, volta!
015 (2)
Seu Carlos, Se o samba enredo foi cantado por poucos componentes das alas, não é o senhor que tem que julgar isto, ou seu quesito era evolução?
Na escola Brinca Quem pode, apenas 1 integrante levou a escola nas costas??? Não entendi! essa mania que Laguna tem de colocar gente triste para desfilar realmente esta saindo dos limites.
Samba não empolgante até vai, ao menos esta julgando algo do seu quesito. Mas não reproduzido nas fantasias. Oque você tem haver com isso? Você julgou FANTASIA, EVOLUÇÃO e por sorte um samba não empolgou e você entrou no seu quesito. Quem merece 8.8 não é a escola…
20 (1)
Dona Brunna Remor… olha oque o destino nos pregou! Lhe conheço pessoalmente e sei que de carnaval você só sabe que acontece depois do reveillon, fora isso, você não conhece absolutamente nada. Mas vamos ás justificativas:
Na escola Vila Isabel, vou traduzir para nossos leitores: “Há mais prosa do que canção” Hâmmm???
“Bateria sobressaiu aos demais instrumentos” Tinha mais instrumentos alem dos da bateria? Você estava julgando BATERIA????
“Tom do PUXADOR confundido com os demais componentes”. Brunna, experimenta ir lá no carro de som e chamar o INTERPRETE de PUXADOR para ver oque ele te diz. E se o som do interprete sobressaiu aos demais componentes, deve ser por que ele é o interprete principal e os demais são do grupo vocal de apoio. Normalmente o grupo musical de apoio da apoio ao interprete.
“Tema confuso, compatível ao samba” ou seja, tudo confuso, tema, samba, justificativa… Por acaso você estava julgando enredo ou samba de enredo? A esqueci, você não sabe a diferença!
O melhor de tudo: “BOM” mas deu 7,0 … imagina se não fosse bom.
Na Mocidade Independente você justificou MICROFONIA??? Pelo Amor do Santo Deus, oque tem haver a Microfonia com a Letra do Samba???
“Dissintonia de notas” Me diz quais notas você conhece além das de R$50,00 e R$100,00???
Em seguida você escreveu duas frases que por sorte, não conseguimos traduzir.
Na escola Xavante você escreveu uma frase “APOPLÉTICA” (palavra de Giovani Brota – Veja Vídeo abaixo para entender).
Vamos à Frase: “Descompasso na Bateria ao longo do desfile para com as alas a partir do mestre sala e porta bandeira” … Descompasso na Bateria??? Brunna, você estava julgando BATERIA??? E AINDA COMPLETA PARA COM AS ALAS A PARTIR DO MESTRE SALA??? Querida,, agora você esta Julgando Evolução ou mestre sala e porta bandeira?
E agora vem o mais grave: ” alguns arranjos podem ter sido PLAGIADO” Você esta acusando a escola de samba de ter plagiado??? Isso é um crime! Você tem ciência do que suas palavras podem acarretar? A escola tem o direito de lhe processar por fazer uma afirmação dessa.
Na brinca Quem Pode novamente uma MICROFONIA foi motivo para “roubar” pontos da escola.
E a pérola vem na Democratas. O presença feminina foi a cereja do bolo. A presença da mulher no grupo musical fez você dar um 10 pela execução do samba e não pela letra.
Querida Brunna, volta a ser candidata a vereadora em Florianópolis que é o melhor que você consegue. Deixa o carnaval para quem conhece. Quer aproveitar um Resort em Laguna, vai e paga, não precisa ficar aceitando ser jurada de algo que você não conhece só para passear um pouquinho e ganhar um cachê que nem se compara com seu honorário na Prefeitura de Florianópolis.
E recomendo, assista o vídeo abaixo!

 

 

 

 

 

 

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

One comment

  1. Muito intrigante esses parâmetros ‘particulares’ que cada julgador resolve adotar para descontar pontos num desfiles de escolas de samba, seja aqui, em laguna, ou no Rio de Janeiro a meca dos desfiles. Quanto vale, por exemplo, ‘não perfumar’?1,5; 1,3?! na verdade quem tem que convencer alguém é o julgador sabendo se expressar melhor. O carnavalesco carioca Paulo Barros já disse: “Os jurados NÃO têm que interferir sugerindo o que poderia ter sido, eles têm que julgar”. Uma dica: na próxima vez que forem convidados rejeitem o convite. Isso é convincente!

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *