Susto no repasse do Acesso

bureaucracy

As escolas de samba do Grupo de Acesso da Grande Florianópolis levaram um susto nesta sexta-feira (16) ao saberem que os valores repassados através do Governo Do Estado seriam os mesmos repassados no ano de 2014.

Com ordem do Governador Raimundo Colombro de repetir os valores repassados no carnaval de 2014 à todas as agremiações, um pequeno detalhe foi esquecido. Somente as escolas do grupo especial receberam as verbas do Estado. Ao Grupo de Acesso foi prometido, porém, não foi repassado. Se a ordem era repetir os valores, automaticamente o Grupo de Acesso ficaria esquecido em 2015.

Ao perceber a falha, o Presidente da Liga das Escolas de Samba, Joel Brigido, foi atrás da solução para o problema. Em reunião com o Secretário de Cultura e Turismo, Felipe Melo, a Liga das Escolas de Samba de Florianópolis conseguiu rever parcialmente a falha. Prontamente, o Secretário Felipe Melo conseguiu levantar 800 mil reais, que serão repassados às escolas do Grupo de Acesso. Cada uma receberá R$133,333,33 (cento e trinta e três mil, trezentos e trinta e três reais, e trinta e três centavos) .

Para se aproximar ao montante que foi prometido pelo Governo do Estado, que era de R$200 mil para cada escola do Acesso, a Liga conseguiu em parceria com a Tractebel mais R$50 mil para cada agremiação.

Apesar do susto, parece que tudo esta se encaixando. A agilidade da LIESF através do Presidente Joel Brígido e sua equipe vem matando um leão por dia para colocar o projeto do carnaval 2015 na pista.

Para salientar, entramos em contato com a Secretaria de Turismo do Estado para ver onde e porque aconteceu o ato falho. Os projetos foram entregues com valores e com nomes de todas as agremiações. Se estava tudo no papel, em alguma mesa alguém NÃO LEU e o projeto ficou parado. O que não se pode é ficar meses fazendo projetos, orçamentos, planejamentos, levantamento de documentações e no final, vir a ordem do Governador autorizando os mesmo valores repassados ano anterior, sem analise do projeto atual.

Ou se faz tudo certinho, via projeto, ou se espera o canetaço.

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *